O Carteiro

O carteiro não entrega carta mais. Só contas para pagar.

O nome “carteiro” deveria mudar para entregador de correspondências indesejáveis. Vou até a caixa e só encontro boletos, extratos bancários, revistas de venda…

Era mais poético (pra nós e para o carteiro)  quando ele trazia cartas vindas de longe, postais de amigos e parentes distantes, cartões de natal ou telegramas de aniversário.

Agora as mensagens são instantâneas, com palavras abreviadas e com limite de tamanho. Abreviamos as conversas e as demonstrações de afeto.

Não é a primeira vez que reclamo dessa virtualização dos sentimentos.

Por isso, no próximo mês, faço aniversário e aviso aos meus amigos que quero receber cartas de presente.

(E não me venham com nada impresso, por favor!) rs

Bom fina de semana!
Camila Vaz

Anúncios

Um comentário sobre “O Carteiro

  1. que coisa mais linda! é verdade, camila! isso me lembrou uma blusa da camiseteria, que, se não me engano, tem escrito: pixels afastam as pessoas.
    temos que aprender a se abrir para o progresso da tecnologia, sem perder os costumes saudáveis, atemporais, que nunca deveriam sair de moda!
    bju grande!!!

    Curtir

Compartilhe, multiplique, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s