Trabalho, creche, babá ou do lar?

Que mãe nunca se perguntou o que fazer quando a licença-maternidade chega ao fim?

É um conflito interminável. Ficar com o bebê ou trabalhar fora?

Antes de engravidar eu achava que essa escolha seria mais simples. Mas quando chegou a minha vez percebi que não era bem assim.

Trabalho, creche, babá ou do lar? Acho que o grande desafio das mães hoje em dia é justamente tomar essa decisão.

Bem, a maternidade nos ensina muitas coisas. Uma delas é que não somos a Mulher Maravilha! Não temos super poderes, nem podemos estar em vários lugares ao mesmo tempo. Será sempre necessário abrir mão de algumas coisas para fazer outras com eficiência.

Não é necessário abandonar um sonho, por exemplo, mas de repente, será necessário se planejar melhor, esperar um pouco mais para realizá-lo. Cada coisa em seu tempo.

Eu, por enquanto, tô conseguindo conciliar.

Mas se tiver que escolher  quero me doar, fazer o melhor, me entregar.

No “pacote da maternidade”, aprendi ainda que as pessoas não devem julgar as mamães que trabalham fora e precisam deixar seus filhos em creche, nem as que deixam com parentes ou babá e nem as que deixam o trabalho para se dedicarem totalmente ao bebê. É que muitas vezes não é apenas questão de prioridade, mas de realidades diferentes e principalmente de necessidade.

Conheço mães que fazem um sacrifício extremo para trabalhar  fora e sustentar seus filhos e por isso, passam menos tempo com eles. Mas isso não significa que ela não os ame. Ao contrário, prover o sustento dos filhos é uma grande demontração de amor.

Sim, as mães são cheias de amor, Mas também de incertezas, medos, erros, acertos, alegrias, insegurança, desejos, sonhos e necessidades. No entanto, se nossas escolhas forem feitas com sabedoria, não haverá arrependimentos ou frustrações porque restará a satisfação por pelo menos  termos tentato oferecer o melhor ao seu filho.

A gente sabe se esforçar,  se atrasar, sair de casa com roupa amassada, maquiagem borrada, puxar daqui, esticar de lá, correr pra cá, deixar acolá, deixar instruções sobre o bebê e sair para trabalhar!

Mas a gente também sabe ficar em casa, cuidar em tempo integral, fazer almoço e papinha ao mesmo tempo, dar banho enquanto fala ao telefone, se maquiar enquanto o bebê chora, limpar a casa enquanto o distrai e ainda arrumar um tempinho pra namorar.

Mas não se iluda! Não somos a Mulher Maravilha, não. Somos MÃES!

E esse nome dispensa explicações.

Camila Vaz

MÃE

Anúncios

4 comentários sobre “Trabalho, creche, babá ou do lar?

  1. Que lindo!Um dia espero ser chamada de “mãe” também! Com certeza, esse momento,deve ser maravilhoso. Difícil é abrir mão de certas coisas. Mas como já diz a frase: “cada escolha, uma renúncia”, não é mesmo? Bjs e saudades de nossas conversas Camilete!!! 😀

    Curtir

  2. Amiga que lindooo..até chorei…é tudo que penso e não sei escrever como você…vc é uma mulher e mãe abençoada..te admiro muitooo!!! posso copiar e colar no meu facebook? deixo a sua assinauta logo embaixo, pode? é que gostei muito das suas palavras nesse texto…espero resposta..te amo..saudades
    Agradeço a Deus por poder ser mãe, foi um milagre em minha vida…quando for a macaé te contarei meu testemunho pessoalmente!!!beijos na sua filhota totosaaa

    Curtir

Compartilhe, multiplique, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s