A arte de argumentar de um bebê

Esses dias me lembrei do primeiro livro que li (e me apaixonei!) na faculdade de Direito: A Arte de Argumentar, de Antônio Suarez Abreu.

A razão da minha lembrança foi a minha filha Isabela e a sua arte de argumentar do alto dos seus 1 ano e 10 meses! Vejam:

Quando quer encerrar um assunto: “Beijo, boa noite, tchau!” Vira as costas e sai.

Exemplo:

– Isabela, você não pode fazer isso, porque blá, blá, blá….

– Ela: beijo, boa noite, tchau!
Quando não quer fazer alguma coisa: “Não pode, papai briga.” 

Exemplo:

– Isabela, vem almoçar!

– Ela: Não pode, papai briga.

 Quando está prestes a levar uma bronca minha: ” Mamãe é boniiiita.”

Exemplo:

– Isabela, foi você que riscou a parede?

– Ela: Mamãe é boniiiita!

Não sei quem essa menina puxou…. rs

Camila Vaz

Anúncios

5 comentários sobre “A arte de argumentar de um bebê

Compartilhe, multiplique, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s