Mas já?!

Pois é. A Isabela está crescendo e se desenvolvendo muito bem e eu estou orgulhosa dos avanços dela. Mas também já sinto saudades de quando ela dependia totalmente de mim.

Esses dias mesmo eu estava aqui me gabando dela ser tão esperta e independente. Agora entrei em crise.

Quando nossos filhos são ainda beeem bebezinhos a gente fica cheia de expectativa para crescerem logo e passarem a fazer as coisas sozinhos. Talvez seja por conta do cansaço extremo e da atenção exclusiva que eles requerem.

Mas hoje, quando eu vejo a minha filha de 1 ano e 11 meses cheia de atitude e rejeitando a minha ajuda, sinto uma dorzinha no peito porque ela quer fazer tudo sozinha. Comer, tirar a roupa, escovar os dentes e até subir e descer escadas (!!!). Tenho que convencê-la a aceitar ajuda quando é necessário e impor os limites para cada situação.

É uma sensação estranha perceber que nossos filhos não são tão nossos assim quando passam a sentir e descobrir o que querem e o que não querem e que vão se desconectando da gente aos pouquinhos, mesmo que seja nas mínimas atitudes.

Embora eu saiba que é perfeitamente normal a criança ir se desprendendo, acho que essa independência no caso da minha filha está precoce demais… (Toda mãe deve achar isso…) rs

Esses dias percebi que ela não gosta mais de dormir no meu colo porque  já está grandinha e não encontra uma posição confortável. Até cochila, mas eu tenho logo que colocá-la na cama para ela se esticar e relaxar. Pronto! Deu até vontade de chorar quando lembrei que ela dormia no meu colinho com a mão no meu peito, enquanto eu ficava ali…velando o seu soninho.

Por último, pensei que ela sentiria muito a minha falta quando fosse dormir sozinha no quarto dela. Que nada! Ela dorme tranqüila a noite toda enquanto eu acordo várias vezes para ver se está tudo bem.

Não sei se estou sensível demais por conta da gestação do Isaque ou se essa independência precoce realmente me pegou de surpresa.

Ela ainda é tão bebê, tão sensível, tão pequena, mas ao mesmo tempo tão esperta, tão ativa, tão curiosa… essa mistura me dá um friozinho na barriga porque não estou sabendo como agir.

Não sei se deixo ela ganhar as asinhas da liberdade (respeitando os limites da idade, claro!) ou se mantenho a postura de tratá-la como um bebezinho.

Acho que com a chegada do novo bebê estou com medo de não curtir a “bebezisse” dela, de deixar passar, de não valorizar. Estou com medo mesmo. De não saber dividir, dela se desprender de mim por conta dessa independência.

Alguns dizem isso vai ser bom, mas eu ainda assim continuo com uma melancolia, com uma saudade do que ainda nem passou. Estou tentando aproveitar cada momento dessa fase dela e me concentrando pra saber lidar com dois bebês dentro de casa, respeitando o momento e as fases de cada um.

Ai, ai… tão difícil.

Mas também, ninguém me disse que seria fácil.

Ah! São tantas emoções…

Camila Vaz

 

Anúncios

2 comentários sobre “Mas já?!

  1. Ah os filhos crescem e é bom e ruim. Lembro-me da minha mãe chorando ao me ver arrumar minhas coisas quando estava para casar, e eu achava aquilo um absurdo. Eu pensava: Ela não me quer feliz? No dia do casamento ela chegou com os olhos inchados de tanto chorar e também achei um horror. O tempo passou, tive a minha filha, que já esta com 4 anos e um dia foi para festa com meus pais e nós (eu e meu marido) ficamos em casa, em vez de aproveitar ficamos tristes, nos sentindo vazios, ai pensei: um dia ela vai crescer de verdade e vai nos deixar, ai lembrei da cena onde minha mãe chorava, ah sim pude entende-la de verdade. Ai que dor… Enquanto isso vou aproveitando… Passa rápido demais.
    Adorei seu blog, já virei seguidora!!
    Bjs e fiquem com Deus

    Curtir

Compartilhe, multiplique, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s