No Natal também

582080_10200212077664203_1068545194_n

Mais um Natal se aproxima e a cada ano que passa percebo que se dissolve no ar o tal espírito natalino que antigamente pairava nos lares, nos bairros, entre os vizinhos, familiares e colegas de trabalho.

De repente ele pode estar escondido no recheio de algum panetone, ou mergulhado na gordura das rabanadas. Quem sabe a alegria pelo nascimento de Jesus está brilhando em algum pisca-pisca pendurado numa árvore ou embrulhado numa caixa de celular importado?

Você há de convir que o Natal se transformou numa festa comercial, com direito a dívidas acumuladas para o próximo ano, feitas muitas vezes por pessoas que nem se consideram cristãs. Isso é no mínimo, esquisito.

Obviamente que é apenas uma data simbólica e que cada um comemora do jeito que acha melhor. Além disso,  todas as formas de celebração devem ser respeitadas. Principalmente a RE-união das famílias.

Na minha casa, por exemplo, o dia 25 de dezembro serve (também) para celebrar o nascimento do Cristo, que nasceu com o propósito de salvar a humanidade e explicamos isso para as crianças. Almoçamos ou jantamos reunidos, agradecemos a Deus e nos lembramos do motivo principal da festa.

Além disso, esse post não é para crucificar o Natal, pelo contrário. Acho que é uma data que pode fazer jus ao seu propósito e sua autenticidade pode ser resgatada.

Então, meu desejo é que as reuniões em família sejam de mais reflexão e menos comilança, com mais perdão e menos orgulho, com mais solidariedade em repartir com os que nada tem, do que ostentação e sobras que vão para o lixo, de mais simplicidade do que presentes desnecessários para crianças fartas de coisas.

Que a gente viva todos os dias como se fossem uma celebração ao nascimento de Jesus, pois por meio Dele, podemos comemorar os nossos aniversários e somar os anos de nossas vidas.

No Natal, também.

Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz. Isaías 9:6

Camila Vaz

Camila Vaz

Fanpage

Instagram

Twitter

Anúncios

3 comentários sobre “No Natal também

  1. Oi Camila!
    Eu gosto muito do natal, da reunião em família… apesar de que muitas vezes passa eu, meu marido e filha sozinhos, pois não dá pra ir pra casa dos meus sogros onde todos estão reunidos. Mesmo assim é bem tranquilo, pois é um dia a mais pra lembrarmos e celebrarmos que temos um Salvador, que veio nesse mundo pra morrer em nosso lugar.
    Quando meus pais eram vivos sempre passávamos com eles, mas agora a gente mesmo sozinhos, ficamos felizes, pois o mais importante é ter Jesus.
    Beijos carinhosos e fica na paz!

    Curtir

  2. Oi Camila!

    Cheguei até você através do faceblogs! Hoje entendo o espírito do Natal, e passo a data com a família do meu namorado, e eles por problemas financeiros tem feito algo no Natal bem simples a alguns anos, e sabe o que eu acho? ADOREI! Tem coisa melhor do que um dia calmo, sem aquelas preocupações de fazer um monte de comida, poder comer a hora q quer, nada de estresse e você pode ficar na paz e agradecer por tudo de bom que Cristo nos concedeu!

    Adorei seu texto, me faz crer que ainda existe pessoas como eu que buscam o verdadeiro sentido do Natal!

    Beijos

    Curtir

Compartilhe, multiplique, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s