Blogs Maternos: ponte ou muro?

Ilustração de Maria Luiza Machado para o blog Mundo de Palavras

Ilustração de Maria Luiza Machado para o blog Mundo de Palavras

Quando comecei com o blog Mundo de Palavras eu nem era mãe. Mas sonhava em ser. 

Esse blog já tem tem 7 anos e não é só sobre maternidade. Mas também não deixa de ser.

Porque a maternidade invade todos os espaços e acabo sempre compartilhando experiências aqui.

Uma coisa que me despertou para reflexão nos últimos tempos é a facilidade de comunicação que as redes sociais proporcionaram às pessoas de modo geral, mas especificamente às mães.

O fato é que depois que geramos um filho, nasce junto com ele desafios até então desconhecidos. Eu mesma busquei informações na internet inúmeras vezes para sanar algumas neuras e na maioria das vezes, dúvidas reais. Para algumas delas eu encontrei respostas, para outras, encontrei apoio e suporte. Em algumas ocasiões, vi que não estava sozinha nessa jornada e em outras, fiz até algumas amizades virtuais.

Criei uma fanpage, entrei para o Recanto das Mamães Blogueiras e fiz um Instragram para o blog. Não para aparecer, viver de brindes, expor demasiadamente meus filhos ou levantar a bandeira de mãe perfeita. Tô longe disso. Mas fiquei eufórica com a possibilidade de alcançar mulheres cheias de dúvidas e de compartilhar ótimas experiências com elas. E principalmente, de aprender. 

Eu gosto mesmo é de conteúdo. Não precisa ser cheio de referências bibliográficas ou escrito por uma mega blogueira publicitária-pós-graduada-criativa-super-mãe, mas precisa ser escrito com o coração. Gosto de gente que é gente de verdade.

Descobri que o mundo virtual materno está cheio de muros. Muitos blogs parecem uma vitrine publicitária (da própria vida ou dos filhos), que separa as mães reais daquela realidade perfeita, colorida e saltitante apresentada ali.

Eu criei o meu blog para ser ponte. E amo quando encontro outras pontes por aí.

Apesar de não expor meu dia-a-dia ou dos meus filhos aqui, procuro contribuir com palavras, textos, versos, experiências que de alguma forma, toquem o coração de alguém. Minha alegria é o retorno que recebo.

Estamos nessa vida com um propósito maior e para tudo fazer algum sentido é preciso compartilhar. Dúvidas, medos, sugestões, opiniões, ideias, sentimentos, testemunhos…

Por isso sigo tentando ser ponte e buscando novas pontes. Para trazer e levar coisas boas nessa estrada surpreendente da maternidade.

Vem comigo?

Camila Vaz

Anúncios

3 comentários sobre “Blogs Maternos: ponte ou muro?

Compartilhe, multiplique, comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s