Mães, não desprezem o propósito

tumblr_lo09homizx1qd1orno1_500_large

O dom da maternidade traz consigo características do amor sacrificial de Deus por nós.

Já parou para pensar como podemos amar tanto alguém que não nos deixa dormir, comer e descansar? Que traz tanta preocupação, trabalho e cansaço? Que deixa marcas em nosso corpo e muda o rumo da nossa história para sempre?

A entrega e a renúncia impressas na maternidade nos revelam algo tão profundo quanto a paternidade de Deus, que nos amou incondicionalmente e imerecidamente, enviando seu único Filho para morrer por nós, mesmo conhecendo nossas imperfeições e limitações.

Apesar da suficiência da sua paternidade, que é eterna, Deus escolheu as mulheres para manifestarem esse amor sobrenatural aqui, gerando, cuidando e protegendo os filhos até que se tornem adultos.

No entanto,  não somos sagradas, tampouco divinas. Mas fomos escolhidas pelo Deus que é. E Nele, certamente seremos capacitadas a exercer com excelência a missão da maternidade.

Fomos chamadas para gerar. Filhos naturais ou espirituais. Do ventre ou do coração. Há um propósito em cada gestação. Não despreze o dom da maternidade confiado a você.

Camila Vaz

Prova de amor

Às vezes, na posição de filha, percebo como é fácil continuar errando a despeito do amor e do perdão dos pais, quando deveria ser justamente o contrário.

Ao mesmo tempo, penso no quanto deve ser decepcionante ver um filho cometer os mesmos erros apesar dos ensinamentos dispensados a ele.

Obedecer não é fácil, porque tem a ver com se sujeitar. E honrar é ainda mais difícil porque vai além de obedecer. Não carece de ordem ou obrigação. É por reconhecimento.

Como filhos de Deus, sabemos que os  princípios da obediência e da honra são evidências do nosso amor por Ele também.

 Por isso, um filho que é justo, obedece. Um filho que ama, obedece e honra.

Obediência e honra são provas de amor.

•••Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. “Honra teu pai e tua mãe”, este é o primeiro mandamento com promessa: “para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra”.••• Efésios 6:1-2

Camila Vaz

Um jardim em mim

mãos-sol-2

Todos os dias Ele vinha encontrá-la no jardim ao cair da tarde. Enquanto o sol se punha dourando o céu, seus olhos celebravam a presença Dele sorrindo. De mãos dadas, o tempo parava. O vento afagava seus cabelos e aquela doce voz desvendava os segredos da Criação. Bastava olhar ao redor e perceber tamanho amor e cuidado. Colo de Pai, abraço, afago e abrigo. Não lhe faltava mais nada.

Mas um dia seu falho coração conheceu a ingratidão. Imaginou que merecia mais do que tinha e que os limites existiam para ser rompidos. A insatisfação tornou-se um fardo difícil de suportar e a separação foi inevitável.

Tudo o que restou foram lembranças de um paraíso que não cabia mais em seu mundo, antes tão cheio de vida, agora tão vazio de Graça. A dor do arrependimento a consumia e tudo o que mais desejava era estar junto Dele, de volta ao Jardim.

Poderia ser o fim, mas não foi. Porque o amor é mestre em recomeços. E o amor Dele é perfeito em si mesmo.

Um amor sacrificial que pagou o preço de sangue para refazer o caminho de volta. Agora ela não mais precisa vir ao jardim para encontrá-lo. Ele pôs o jardim dentro dela. A liberdade de correr sem olhar para trás. Com pés descalços e passos largos.

Na presença Dele, inundada de alegria e paz, suas únicas palavras foram:

– Tudo o que eu preciso está em Ti.

Camila Vaz

 

 

Filhos livres

6794_1097821243581426_6761338101878922897_n

Estamos diante de uma geração que se perde na liberdade que tanto busca. Talvez seja por falta de entendimento de que o limite da liberdade é a filiação.

São jovens e adultos que escolheram a liberdade que há em ser somente criatura ao invés do privilégio que há em ser filho. Por algum motivo não entenderam que um bom pai sabe estabelecer limites e que um bom filho entende a importância da obediência porque limite também é amor.

Exergam cuidado e zelo como castigo e opressão e depois colhem decepção e amargura.

Entender e reconhecer a Paternidade de Deus é receber proteção através de limites e viver uma liberdade com propósito. Liberdade é não ser escravo do seu próprio umbigo e não ser condenado naquilo em que você tanto aprova.

Ser livre é ser filho. ❤

Para entender melhor:
{João 1:12 e I Coríntios 6:19-20}

Camila Vaz

A Feminilidade que não sai de moda

 

Deus dotou homens e mulheres com características distintas e que se complementam.

“Deus criou o ser humano, macho e fêmea, porque há aspectos da glória de Cristo que não poderiam ser conhecidos e demonstrados de nenhuma outra maneira senão através do dinâmico relacionamento entre feminilidade e masculinidade.” John Piper

A FEMINILIDADE vai além da aparência e da vaidade superficial, porque ela é interior, tem a ver com a essência. O externo se corrompe, se perde, se acaba, mas a essência permanece.

Nossa feminilidade tem um propósito bem definido: manifestar o amor de Deus de uma forma que apenas nós, mulheres, podemos e sabemos fazer.

“Enganosa é a beleza e vã a formosura, mas a mulher que teme ao Senhor, essa sim será louvada.” Provérbios 31:30

O PROPÓSITO DA FEMINILIDADE

16864778_1381353851894829_2656395052231347130_n

O que dá verdadeiro sentido a nossa vida é a certeza de que estamos cumprindo o propósito que Deus determinou pra nós.

Ser ajudadora, auxiliadora e companheira do seu marido não é sinônimo de inferioridade, tampouco dedicar-se à maternidade é um retrocesso na vida da mulher, mas antes de tudo, são missões dignas e valorosas dadas por Deus. Não se envergonhe de ser quem você é. Sua feminilidade glorifica a Cristo.

As mulheres tem o poder de mudar o mundo com sua sensibilidade, coragem e dedicação. Mas as mulheres que se afastam do propósito, deixando em segundo plano o que Deus estabeleceu como prioridade, terminam por alcançar cansaço e frustração.

Uma mulher sábia é aquela vê sua vida como o cumprimento de um propósito definido e estabelecido por Deus. O que os outros veem como um fardo, ela vê como uma bênção e uma oportunidade. Essa é a mulher de provérbios 31. É com ela que devemos nos parecer.

Jesus também encorajou, incentivou e protegeu as mulheres da sua época. Ele sabia o quanto eram discriminadas e desvalorizadas. Mas também reconhecia a importância delas publicamente. Ainda hoje, para lutar pelos direitos civis e sociais, as mulheres não precisam abrir mão da sua feminilidade.

Apesar de merecermos igual respeito, oportunidades iguais, igualdade de valor e tratamento, não precisamos ser iguais aos homens. A eles foi concedida a masculinidade. E assim como existem muitas mulheres difíceis, há muitos homens difíceis. Todos precisam submeter sua natureza a Cristo.

É preciso ter a consciência de que a minha feminilidade pode fazer a diferença em todos os aspectos da sociedade, inclusive na educação de filhos que respeitem e valorizem as mulheres.

A feminilidade projetada por Deus é  sublime e perfeita.

A FEMINILIDADE NO CASAMENTO

16864530_1380852365278311_5185611210824363684_n

Deus criou o casamento como um magnífico retrato do amor de seu Filho pela sua noiva. Um amor sacrificial, pleno, recíproco. Por isso é que deve haver um propósito nos relacionamentos. Quando o marido entende o papel de sua masculinidade, segundo a vontade de Deus, fica fácil e natural se submeter a ele.

A submissão é como estar sob a missão de alguém. Quando esse alguém protege, ama, cuida e respeita, submeter-se é uma prazer e uma alegria.

O verdadeiro evangelho ensina que a mulher deve ser tratada com toda a dignidade que ela possui e merece: de ser alguém à imagem e semelhança do Pai.

“Maridos, amem suas mulheres, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se a si mesmo por ela.” Efésios 5:25

Existe amor maior do que esse?

Os princípios de Deus são perfeitos.

A FEMINILIDADE QUE NÃO SAI DE MODA

Ser mulher não é ser inferior. Ser feminina não é ser retrógrada.

Pelo contrário, essa feminilidade nunca sai de moda.

Embora esse processo de aceitação e entrega seja difícil e por vezes doloroso, se voltarmos nossa feminilidade para Deus e submetermos nossa natureza a Ele, não seremos desamparadas. Em tudo, seremos fortalecidas e cuidadas.

Muito em breve o Noivo voltará para nos buscar, trazendo a nossa alegria e coroa. Estejamos preparadas e adornadas para este grande dia!

Com amor,

Camila Vaz

“Deixe-me ser o que eu fui criada para ser. Deixe-me ser uma mulher.” Elisabeth Elliot

#feminilidade #mulher #feminina

O que será?

79496-Adorable-Kids.jpg

 

Cada geração tem um propósito estabelecido por Deus, segundo o tempo em que vive.

Nossos filhos são um legado e entre a geração deles haverá professores, médicos, juízes, comerciantes, artistas, pastores, esportistas,  pais, patrões, empregados, enfim. Eles podem evoluir em muitos sentidos, conhecer muitos lugares e adquirir muito conhecimento. Mas o que fará a verdadeira diferença são os princípios e valores que receberem agora.

Se hoje estamos vivendo um verdadeiro caos moral e ético é porque nos distanciamos dos princípios de Deus. E quanto mais longe, maior o sofrimento e a decepção.

A liberdade por si só não nos tornou pessoas melhores, mais solidárias ou humanas. Pelo contrário. Vemos a cada dia pessoas mais egoístas, competitivas e cruéis. Porque a liberdade sem princípios é um abismo.

Meu desejo é que a minha geração se arrependa e volte à prática dos princípios de Deus contidos na Sua Palavra, para que as próximas gerações não sofram o que nós estamos sofrendo e sejam melhores do que estamos sendo. Que possamos usar a liberdade com fé, amor e serviço.

Os princípios de Deus são perfeitos, eternos e imutáveis.

Eu sei, é preciso coragem para remar contra a maré. Mas vai valer à pena.

“Cada época é salva por um pequeno punhado de homens e mulheres que tem coragem de não serem atuais.” G. K. Chesterton

{Devocional: Provérbios 3}

Camila Vaz

Mas

Todos os dias Eva recebia a visita de Deus no jardim. Ela morava num lugar lindo com o seu companheiro e tinha tudo o precisava. 
Mas… 
Em sua liberdade, sentiu-se segura para desafiar os limites estabelecidos pelo seu próprio Criador e escolheu desobedecer.
Muitas vezes agimos como Eva. E abrimos mão do melhor de Deus pra nós, que é a Sua presença e o seu propósito para cada um de nós.
O “mas” de Eva foi o início da quebra de uma aliança. É quando nossas escolhas se distanciam da vontade de Deus e traçam uma vida de independência, longe da fonte de vida..
Mas…
Um dia Jesus Cristo se fez pecado por nós. Em seu corpo, levou as marcas das nossas escolhas e sentiu o peso da nossa desobediência, para que houvesse perdão e reconciliação com o Pai e com o seu propósito para nós.
O “mas” de Deus foi Graça e misericórdia por nós. Uma nova chance e novas possibilidades. 
Que hoje possamos reconhecer que tudo o que precisamos está em Deus. Sua vontade é perfeita. Sacia nossa sede e mata a nossa fome. Ele é o suficiente e seu amor é o bastante.

Escolha bem.
Camila Vaz